Notícias

Palestras do programa de agricultura Familiar da Cargill abordaram adubação eficiente

Irati-PR

Irati-PR

Com o tema “Adubação eficiente no cultivo da soja”, o ciclo de palestras do programa de agricultura familiar da Cargill na safra 2017/2018 foi sucesso de público com 1.657 participantes. Promovidas entre os meses de novembro e dezembro pela Cargill e pelo Instituto BioSistêmico (IBS), as palestras foram ministradas por engenheiros agrônomos especializados que passaram por em 16 cidades nos Estados de Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná e Santa Catarina.

De acordo com os palestrantes, a receptividade dos agricultores foi excelente em relação ao tema sobre o qual puderam se capacitar e esclarecer muitas dúvidas. “Destacamos pontos chaves em que o produtor deve se atentar para obter êxito máximo na produção com menor custo, através de ferramentas simples que podem ser adotadas de primeiro momento”, relatou o engenheiro agrônomo, Dr. Mateus Luiz Secretti, que realizou as palestras no Mato Grosso do Sul.

Os custos com os corretivos agrícolas assim como os custos com os fertilizantes giram em torno de 30% do custo total de produção da cultura de soja. “Atuar neste processo é fundamental para que o produtor utilize da melhor forma o recurso financeiro, visando fornecer os nutrientes exigidos pela cultura, atendendo a demanda nutricional da cultura para que ela possa se desenvolver e produzir satisfatoriamente, gerando renda e sustentabilidade para o sistema de produção”, explicou o engenheiro agrônomo João Celso Collaço Junior que realizou as palestras no Paraná.

João Celso destacou que não há como realizar um planejamento bem feito do programa de correção da fertilidade do solo e de fornecimento dos nutrientes para a cultura da soja, sem um diagnóstico representativo das condições do solo a ser cultivado. É necessário avaliar se o solo tem barreiras químicas ou barreiras físicas, o que é feito através da análise química do solo e da avaliação do perfil de compactação do solo.

Segundo ele, estas são ferramentas básicas para começar a planejar como melhorar o ambiente para que o fertilizante possa ser aproveitado com maior eficiência. “Uma adubação eficiente depende basicamente das seguintes informações: como, quando, onde, qual produto e quanto aplicar em cada situação”, ressaltou.

Rebouças-PR

Rebouças-PR

Conforme explicou o engenheiro agrônomo, Dr. Wilian Henrique Diniz Buso, que realizou as palestras nos Estados de Goiás e Minas Gerais, o manejo nutricional é de suma importância para a cultura da soja para obtenção de altas produtividades.

“As práticas de correção através da calagem, o uso de condicionadores de solo como o gesso, e sempre que necessário o uso da fosfatagem corretiva promovem o fornecimento de macro nutrientes essenciais para a formação de sistema radicular capaz de explorar melhor o solo e garantir o suprimento de nutrientes para a planta. O fornecimento de micronutrientes também é essencial para ganhos de produtividades, com ênfase no elemento boro que nem sempre é aplicado, o que limita os ganhos de produtividade”, complementou Willian.

Sobre o Programa

O programa de agricultura familiar da Cargill foi iniciado em 2011 com o objetivo de capacitar e assistir agricultores familiares na produção de soja destinada à fabricação de biodiesel. Faz parte do cumprimento legal para a obtenção e manutenção do Selo Combustível Social, necessário para o setor de biodiesel e que permite a participação em leilões de maneira integral.

A iniciativa cumpre o papel idealizado no Programa Nacional de Produção e Uso de Biodiesel (PNPB) interministerial do Governo Federal em implantar um programa sustentável com inclusão social, garantir preços competitivos, qualidade e suprimento, além de produzir o biodiesel a partir de diferentes fontes de oleaginosas em regiões diversas.

O IBS iniciou a execução da parte do programa que se refere à assistência técnica aos agricultores familiares na Safra 2011/12, nos Estados do Paraná com 622 produtores e de São Paulo com 45. Após seis safras, o instituto atuou em 8 Estados e responde por mais de 2 mil produtores/ano, com fomento da agricultura familiar por meio de informação, capacitação e inovações tecnológicas voltadas ao desenvolvimento sustentável das lavouras.

Tópicos: , , ,

Voltar ao topo